Várias publicações das redes sociais, muitas de órgãos respeitados no mundo jornalístico, veem publicando textos sobre a importância de desenvolver Soft Skills, se preocupando em explicar o que são e para que servem. Aqui também já falamos sobre isso, tanto em nossas lives como também, em nossos textos.

A identificação de que existem habilidades pessoais, que trazem mais resultados profissionais, do que as grandes habilidades técnicas, adquiridas no ciclo normal dos estudos, é extremamente correta, porém, como em tudo o que viraliza, é necessário entender o que está por traz do sucesso das pessoas que possuem essas habilidades, ao invés de sair correndo a criar planos de treinamentos, miraculosos, para de alguma forma, elevar ou criar as Soft Skills em todos os funcionários da empresa.

O site Valor Econômico, postou recentemente, uma matéria em que as empresas sentem dificuldades em desenvolver essas habilidades em seus funcionários e sinceramente, é claro que irão sentir, pois as Soft Skills, não possuem esse nome só por ser bonitinho, elas realmente exigem cuidados especiais.

A base de tudo, é que os gestores e as empresas em geral, deveriam se preocupar muito mais com isso, no momento de contratar seus funcionários, pois hoje em dia, as contratações são subestimadas e o poder de desenvolvimento de pessoas dos gestores e da equipe do RH, superestimados!

Invista em mapear as habilidades exigidas pelo cargo e invista muito, mas muito mais, em identificar as pessoas que irão se encaixar nessas características! O tempo usado nesse processo, será muito menor, do que o tempo usado para desenvolver Soft Skills que as pessoas não possuem.

Agora, é claro que o aperfeiçoamento humano é contínuo e que o desenvolvimento de nossas pessoas em nossos negócios é muito importante e precisam ser geridos ano a ano!

O que vamos trazer abaixo, é sem dúvida nenhuma, a verdade nua e crua, de mais esse modismo que vem fazendo a área de Recursos Humanos de diversas empresas, gastarem muito dinheiro, para desenvolver Soft Skills, sem conseguir alcançar o resultado desejado, por elas…e esse será o primeiro ponto a ser discutido.

Por que as empresas não têm sucesso no desenvolvimento de Soft Skills de seus funcionários?

  1. Quem eu? Eu não! – Primeiro detalhe, pequeno, mas de importância mandatória, no processo de desenvolvimento de habilidades pessoais, é que não adianta o gestor estudar sobre Soft Skills, o RH fazer um plano de treinamento dos sonhos, mas a pessoa a ser desenvolvida, não entender ou não desejar essa mudança. A necessidade pode ser da empresa, do setor, mas a habilidade é pessoal e as pessoas, precisam querer esse desenvolvimento!
  2.  Não, não faz sentido! – O segundo ponto é, na verdade, a causa raiz do primeiro, o autoconhecimento. Na maioria das vezes, a negação do primeiro ponto, ocorre, justamente pela falta do autoconhecimento. O que encontramos normalmente, é o fato de que as pessoas se negam a se autoconhecer ou dizem que já se conhecem, mas não permitem que seja feito uma avaliação 360º ou algum processo de feedback, mesmo que o tradicional. Sem o autoconhecimento, fica impossível, desenvolver Soft Skills.
  3. Isso vai dar certo? – É o que mais ouvimos, e por quê? Porque desenvolver Soft Skills é diferente de desenvolver habilidades técnicas, é preciso ir “para dentro” da mente das pessoas, não é mais uma questão de Quociente intelectual é Quociente emocional, vai mexer com crenças, perfil comportamental, verdades que doem! Ninguém vai desenvolver o espírito de inovação ou a habilidade de resolução de problemas, apenas estudando Design Thinking ou PDCA! Essas são ferramentais para quem já está na pegada da inovação e da resolução de problemas!
  4. Mas quem sou eu? – Você é quem quiser ser e isso é uma verdade científica, porém será que todos querem pagar o preço disso? Você já ouviu falar em perfil Comportamental? O DISC, os Tipos Psicológicos de Jung, a Teoria de Valores de Sprenger, são um conjunto científico que traz o perfil dos comportamentos individuais do ser humano e apesar de não ser uma sentença final da vida, o perfil comportamental de cada pessoa, possui suas próprias Soft Skills naturais , que podem ser desenvolvida com mais facilidade e menos gasto de energia. Portanto, é possível desenvolver a comunicação assertiva, a qualquer perfil, porém, para alguns isso será uma tortura e pode ser que no médio prazo traga grandes problemas…
  5. Esse parece bom! – Por fim, quem você está contratando para desempenhar o papel de gerar desenvolvimento de Soft Skills em sua equipe? Será que essa empresa está preparada para atuar com as emoções de seu time? Possuem ferramentas e pessoal qualificado para atuar no lado direito do cérebro da turma?

Mas então, como proceder?

Sem dúvidas nenhuma, o caminho para o desenvolvimento de Soft Skills aos seus funcionários, passa pelo cuidado com os itens acima, mas de qualquer forma, trazemos abaixo, algumas ações importantes, a serem aplicadas no seu negócio, sendo ele sua empresa ou seu setor.

  1. Faça um mapeamento de perfil comportamental de todos os cargos do seu time, não fique exigindo Soft Skills que não são necessárias para aquela vaga.
  2. Conheça a fundo o seu time, aplique aos poucos, ferramentas corretas que irão trazer de forma assertiva o DNA Comportamental de seus colaboradores.
  3. Vá aos poucos, estabelecendo ciclos de conversação individual com o intuito de ir quebrando barreiras que normalmente surgem, quando alguém é “colocado” em um curso de desenvolvimento de Soft Skills. Nessas conversas, vá trazendo consciência para a pessoa e mostrando as possibilidades a se alcançar, caso novas habilidades sejam desenvolvidas!
  4. Mude-se primeiro, todo esse processo deve começar pelo gestor.

Acredite, as Soft Skills, são necessárias, só é preciso respeitar o processo de desenvolvimento das mesmas.



''
Que tal se conhecer melhor?  Faça um teste de perfil comportamental hoje mesmo!
Saiba mais!
close-image
WeCreativez WhatsApp Support
Como podemos ajudar?
Olá