Líder, qual é realmente o seu papel?

A liderança pode parecer para você um dom, algo natural de algumas pessoas, que a fazem ser diferentes das demais. Realmente, algumas pessoas possuem algumas características que facilitam a liderança, mas na verdade, ela é uma habilidade e pode ser desenvolvida!

O problema é que poucos líderes são corretamente preparados para isso! Normalmente, as lideranças são escolhidas por se destacarem em suas atividades operacionais, apresentam algumas atitudes que os fazem se destacar em seu setor e rapidamente são “selecionados” para assim exercer sua liderança.

Não há nenhum erro nisso, mas o problema que venho encontrando nos processos de desenvolvimento de liderança, é que, na grande maioria das vezes, não têm a menor ideia de qual é seu papel dentro do time que tenta liderar.

Sempre que questionados sobre isso, as respostas vão desde simples descrições de atividades de controles, quase que totalmente operacionais, às atividades automatizadas de feedback pré-agendados, uma vez por semestre, e avaliações de desempenho no padrão tradicional de resultados positivos e negativos, quase que só para “cumprir tabela”.

MINDSET DA LIDERANÇA TRADICIONAL

O que normalmente acontece no mundo corporativo, é que a dinâmica das lideranças é tão intensa e tão mal preparada, que com o passar dos anos, acabam formando um mindset específico dos líderes que não são líderes.

Na maioria das vezes, as empresas focam no resultado da operação e tentam corrigir, com treinamentos e consultorias, o que na verdade é apenas uma consequência da má liderança.

Abaixo eu listo as características principais que pude identificar na maioria dos líderes autodidatas, os que foram forçados a aprender tudo na prática, para garantir os resultados que o obrigaram a alcançar com sua promoção.

São eles:

  1. Acredita em talento inato, ou seja, acha que as pessoas de resultado já nasceram com os dons para isso.
  2. Vive a procura das pessoas com dons especiais.
  3. Valoriza excessivamente o talento.
  4. A posição do líder deve ser a de destaque.
  5. É perfeccionista e não aceita a falha.
  6. Acredita que o líder tem que ser melhor que todos da equipe.
  7. Defende uma hierarquia vertical, não só em cargos, mas principalmente no status.
  8. Preocupa-se com sua grandeza pessoal.
  9. Vale mais um gênio ao serviço da empresa, do que uma equipe em crescimento.
  10. Entende que a equipe só serve para executar as tarefas que irão lhe levar para o sucesso.

Acredito que você tenha encontrado algumas crenças da qual você se identifica ou pode parecer que os termos acima são um pouco exagerado e que não há líderes que defendam esse tipo de padrão mental, mas saiba que é a maioria.

Muitos dizem que isso é consequência da cultura da empresa ou que seus liderados só funcionam dessa forma, o fato é que nunca enxergam o seu verdadeiro papel de líder.

COMO, ENTÃO, EXERCER O PAPEL DE LIDERANÇA?

Primeiramente, temos que entender a definição ideal de liderança, pois essa definição deverá trazer sempre o sentimento de que está no caminho certo, mesmo que no começo, você não tenha os resultados esperados.

Segundo, James C. Hunter, autor de o Monge e o Executivo, leitura básica e fundamental para um líder, “Liderança é a habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente visando atingir os objetivos identificados como sendo para o bem comum”.

Para Daniel Goleman, autor do livro Inteligência Emocional, existem 6 tipos de liderança, todas elas seguem o padrão emocional e uma das principais definições é: “Os líderes ajudam os colaboradores a identificar os pontos fortes e fracos e estimulam-nos a perseguir os objetivos pessoais e de carreira.”

Já para Jim Collins, autor de Empresas feitas para crescer, liderar é estar motivado a construir uma organização excelente, elevando sua equipe ao topo, com humildade e determinação.

Para mim e por tudo o que já vivi, liderar é a habilidade desenvolvida por pessoas que tem o propósito de alcançar resultados extraordinários, através do desenvolvimento de sua equipe, deixando sempre, um legado positivo por onde passa.

É dessa forma que as coisas começam a mudar, quando o líder entende que seu papel é desenvolver sua equipe, elevá-la há um patamar de auto confiança e orgulho mútuo!

Deixo abaixo, o que acredito ser o padrão mental do real papel de um líder. Se achar que faz sentido, coloque-os como meta a ser alcançada!

  1. Minha equipe me desenvolve com suas ideias.
  2. Minhas decisões são pautadas no ponto de vista da minha equipe.
  3. Todo fracasso é responsabilidade minha e servirá de aprendizado para o futuro.
  4. Preciso estar cercado de pessoas melhores que eu.
  5. Meu papel é o da melhoria contínua, não há zona de conforto.
  6. Os resultados virão através da minha atuação com minha equipe.
  7. Não há nada, além de mim, que possa ser responsável pelo crescimento da minha empresa.
  8. Lugar de líder é na operação, como um guia voltado ao crescimento de todos.
  9. Eu valorizo o trabalho em equipe.
  10. Mérito é para quem tem mérito.

Fez sentido para você? Onde você está encaixado? As suas atitudes te levam mais para os itens do mindset tradicional ou para esses últimos que citei?

Lembre-se, a liderança é uma habilidade a ser desenvolvida e portanto nunca é tarde para começar essa mudança!

Se achar que será difícil trilhar esse caminho sozinho, nós da Plena Performance estamos prontos e preparados para te ajudar, entre em contato conosco e vamos desenvolver o melhor serviço para que você, finalmente, exerça o real papel de um líder!



WeCreativez WhatsApp Support
Como podemos ajudar?
Olá