Atualmente tem se falado tanto sobre tantas mudanças, sobre o avanço da tecnologia, inteligência artificial, big data, machine learning… muitos desses avanços praticamente impensáveis há alguns anos, e outros ainda com ar de “ficção científica” …

Ao mesmo tempo em que vemos todas essas notícias e estudos, ainda vemos mulheres ganhando menos do que os homens, mesmo exercendo as mesmas funções… vemos mulheres sendo discriminadas, abusadas moral ou sexualmente, vemos falta de respeito, descrença… falta de presença feminina nos cargos de alta liderança e na política. Ainda vemos pessoas segregando “trabalho de homem” e “trabalho de mulher”.

E daí fica a dúvida: “que momento é este que estamos vivendo?”. O futuro e o século passado na mesma página de jornal… parece brincadeira, uma piada… mas de muito mau gosto.

O que é empoderamento feminino?

Para tentar por fim a essa desigualdade e discriminação secular, existe o conceito de empoderamento feminino, que visa, por meio de ações, fortalecer as mulheres e promover a equidade de gêneros.

O termo empoderamento traz um significado muito forte. Tem origem na palavra inglesa “empowerment”, que foi usado na língua portuguesa pela primeira vez por Paulo Freire, educador e filósofo brasileiro, sendo definido como a “capacidade do indivíduo realizar, por si mesmo, as mudanças necessárias para evoluir e se fortalecer”.

Assim, o empoderamento feminino concede poder às mulheres, tanto individual quanto coletivamente, por meio da conscientização sobre seus direitos e da luta por eles.

Por que o empoderamento feminino é tão importante?

De acordo com a Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres), “empoderar mulheres e promover a equidade de gênero em todas as atividades sociais e da economia são garantias para o efetivo fortalecimento das economias, o impulsionamento dos negócios, a melhoria da qualidade de vida de mulheres, homens e crianças, e para o desenvolvimento sustentável”.

Ou seja, todos saem ganhando quando a mulher se empodera e luta por seus objetivos, tornando-se mais ativa na economia, na política e na sociedade em geral.

todos saem ganhando quando a mulher se empodera e luta por seus objetivos
todos saem ganhando quando a mulher se empodera e luta por seus objetivos

Empoderamento feminino no mercado de trabalho e nas empresas

As mulheres estão se empoderando e buscando ocupar cada vez mais espaço no mercado de trabalho. Porém, muitas vezes acabam esbarrando em obstáculos que dificultam seu crescimento e desenvolvimento de todo potencial.

Pensando nisso, a ONU Mulheres e o Pacto Global das Nações Unidas desenvolveram os 7 Princípios de Empoderamento das Mulheres, com o objetivo de orientar o meio empresarial sobre como delegar poder às mulheres.

Além de ser um guia efetivo para as empresas, esse conjunto de princípios também é muito útil para os stakeholders e sociedade em geral, incluindo governos, especialmente no tocante à sua relação com a educação e o empreendedorismo.

São eles:

  1. Liderança: “Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível”.
  2. Igualdade de oportunidade, inclusão e não discriminação: “Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não-discriminação”.
  3. Saúde, segurança e fim da violência: “Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa”.
  4. Educação e formação: “Promover educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres”.
  5. Desenvolvimento empresarial e práticas da cadeia de fornecedores: “Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing”.
  6. Liderança comunitária e engajamento: “Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social”.
  7. Acompanhamento, medição e resultado: “Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero”.

Colocando em prática esses princípios, as empresas e o mercado de trabalho como um todo conseguem criar um ambiente mais justo e humano, dando oportunidades iguais para todos.

É inadmissível que nos dias de hoje as mulheres não tenham chance de compor o alto escalão da empresa ou que ganhem menos única e exclusivamente por serem mulheres.

Em todas as relações – mas aqui falando especialmente do mercado de trabalho – precisamos parar de segregar e rotular as pessoas.

As empresas precisam permitir e incentivar a liberdade criativa e não impor limites para o crescimento de seus funcionários, independentemente do sexo. Quando o mercado de trabalho conseguir enxergar e reconhecer os feitos independentemente do sexo, significará que o empoderamento feminino atingiu boa parte de seu objetivo.      

As mulheres estão se empoderando e buscando ocupar cada vez mais espaço no mercado de trabalho
As mulheres estão se empoderando e buscando ocupar cada vez mais espaço no mercado de trabalho

Coaching de empoderamento feminino

Considerando todo esse cenário, o coaching de empoderamento feminino é um poderoso instrumento que auxilia as mulheres a reconhecerem o poder que já têm dentro de si mesmas.

Muitas lutas para serem vencidas precisam da conscientização de terceiros… mas muitas outras vitórias estão dentro de nós, e às vezes é muito difícil enxergar isso sem o auxílio de um profissional.

Muitas mulheres sentem a pressão da sociedade pelo casamento, pela decisão de ter ou não filhos, pela profissão que vão seguir, pelas prioridades que têm na vida.

E quando o que a mulher quer não condiz com o que a sociedade espera, podem ocorrer conflitos internos, frustração, indecisão, insegurança…neste momento, poder contar com um coaching de empoderamento feminino é fundamental para tomar as  decisões mais apropriadas para o contexto, além de aprender a lidar com as expectativas dos outros.

Como o coaching de empoderamento feminino pode me ajudar

O coaching de empoderamento feminino é um processo baseado no autoconhecimento que ajuda a aumentar a autoestima e a autoconfiança das mulheres, principalmente devido à descoberta e potencialização de seus pontos fortes.

A coachee passa a compreender e a lidar melhor com suas emoções. Identifica seus valores e seus objetivos, levando em conta o que realmente importa para ela.

Com isso, traça-se um plano de onde está agora e aonde quer chegar, além dos passos que precisará seguir.

Focada no cumprimento de suas metas, a mulher terá mais facilidade para definir prioridades e, consequentemente, gerir melhor seu tempo.

Com isso, entenderá que não precisa dar conta de tudo, começará a dizer “não” para algumas coisas e a delegar.

Por fim, aprenderá a ouvir e acolher as opiniões e expectativas dos outros sobre sua vida, mas não deixará que eles decidam por ela o caminho a seguir. Será firme, leve… e livre!

Gostou desse artigo?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade


WeCreativez WhatsApp Support
Como podemos ajudar?
Olá